Pesquisar neste blog

Origem das Visitas

AROLDO FILHO

https://www.facebook.com/DelfosJornal GRUPO AROLDO FILHO NO FACEBOOK

sexta-feira, 25 de março de 2011

A MINHA NAVALHA AINDA CORTA

A minha navalha ainda corta
Nas madrugadas frias
Ouvindo os gemidos dos saxofones
Soprados pelos fantasmas
De hoje e de ontem
A calmaria me reconforta
Mais do que me assusta

Entre um cigarro e outro
Intercalo goles de bebidas
Destiladas ou fermentadas
Desde que sejam baratas
A qualidade não importa muito
Desde que queimem a garganta
Acalmando a minha alma

A minha caneta solta palavras
Como um lança chamas
Sem se importar com as conseqüências
Concretas ou abstratas
Com rima ou sem rima
Com estrofe ou parágrafo
A idéia vem do ambiente pautado
Pela dialética existencial...

João Marques

BRASIL: UM PAIS DE QUÊ?

ss


























Eu fiquei bastante surpreendido. Porque se levarmos em conta a vontade do povo, que foi objeto de consideração pelos representantes do povo no Congresso Nacional, a Lei da Ficha Limpa deveria já estar valendo.

Senador Eduardo Suplicy (PT-SP)

A cada notícia que assistimos pela televisão, jornal, internet e outros meios, ficamos cada vez mais surpresos pelos nossos governantes.

Pois acabo de ver nos noticiários, mas uma nova dessa politicagem onde o STF (Supremo Tribunal Federal) acaba de vetar a lei da ficha limpa, que não irá valer nas eleições de 2010 e sim e 2012.

Sendo isso, teremos alguns candidatos que estão respondendo processos de abuso de poder econômico, escândalo de mensalão, compra de votos, etc...

Mas o que podemos fazer?Apenas nada. Pois a lei da ficha limpa foi uma luta da sociedade para tentar acabar com essa podridão que é a nossa política, mas acaba perdendo, pois na verdade o interesse de nossos políticos é para si próprio.

A cada semana, mês, ano e década. No Brasil nada muda. Temos os mesmos políticos que está há 10 ou 20 anos ocupando a mesma cadeira, fazendo as mesmas coisas, mas no fim, reclamamos e acabamos votando nessa mesma pessoa novamente. Eles aumentam os próprios salários em votações extraordinárias e enrolam para aumentar o salário do próprio povo que colocam eles no parlamento. Criam investimentos milionários para copa, olimpíadas, mas esquecem de investir em educação, saúde, segurança e infra-estrutura.

Só em 2011, teremos aumento de passagens de trens, metrôs, ônibus. Aumento de imposto de renda, táxis, remédios e outras surpresas que devem vir durante ao ano, mas o aumento da população não vale para comprar um simples pacote de arroz, criando um descaso para a população.

Infelizmente, temos ainda que nos submeter a esse tipo de coisa, sendo que a nossa política a cada momento nos surpreende com noticias que apenas beneficiam eles e não a nós mesmo, mas vêm às próximas eleições, vão nos prometer mais saúdes, educação. Vão entrar em nossas comunidades preocupadas com as carências do local, prometendo fundos e mais fundos, pois após de ser eleito, vão esquecer do povo, da comunidade, das carências, etc...

Bem, passa ano, eleição e nada mudam... Aparecem novos projetos para nos ludibriar e na hora da decisão final, acaba em pizza. A ficha limpa era uma solução, onde poderíamos acreditar que a política do Brasil talvez fosse mudar pelo menos um pouco, mas a decisão de ontem, infelizmente não foi o que a população brasileira esperava, pois ainda teremos que ver políticos que estão em processos nos “representando” no parlamento. Mas a luta ainda continua, pois esperamos que pelo menos isso pudesse valer nas eleições de 2012 e já com a lei da reforma política aprovada, mas creio que hoje isso seja apenas um sonho, que talvez não seja realizado, pois hoje não podemos confiar nem em governo e nem em oposição, pois mantendo ou mudando, eles continuarão pensando neles e em seus bolsos e tratando a população brasileira como ratos...

JOSECLEI NUNES
Veja mais do autor em: http://joseclei.blogspot.com/

PÚBLICA, AGÊNCIA DE JORNALISMO INVESTIGATIVO NO BRASIL

O Brasil terá uma agência de jornalismo investigativo, a "Pública". Iniciando atividades no próximo mês.

Estarão a frente a jornalista Natália Viana e as repórteres Marina Amaral e Tatiana Merlino.

ATEU POETA

Fonte:
http://knightcenter.utexas.edu/pt-br/node/5091

BLOGEIRO É BALEADO NO RIO DE JANEIRO

Ricardo Gama foi baleado em Copacabana. Levbou três tiros e foi levado para o hospital em estado grave.

ATEU POETA

Fonte: http://knightcenter.utexas.edu/pt-br/node/5124

http://knightcenter.utexas.edu/pt-br/node/5192

quinta-feira, 24 de março de 2011

MONOMOTOR DERRUBADO NA LÍBIA


Um monomotor na Líbia, na cidade de Misrata, foi derrubado por aviões da França.

O motivo teria sido a despbediência de Kadafi à zona de exclusão impostas pelos EUA e seus aliados.

ATEU POETA


Fonte:

http://br.noticias.yahoo.com/fran%C3%A7a-derrubou-avi%C3%A3o-l%C3%ADbio-diz-emissora-americana-20110324-082309-889.html

http://www.neiltonsantosfreitas.jex.com.br/politica/franca+derruba+aviao+e+bombardeia+base+aerea+na+libia

http://noticias.bol.uol.com.br/internacional/2011/03/24/franca-derrubou-aviao-libio-diz-emissora-americana.jhtm

quarta-feira, 23 de março de 2011

SEIS DIAS DEPOIS

Nada desejo
Senão o fruto noturno: O sono.
Quero sonhos alados
Pardais, anjos me velando
Deusas virgens versejando
Gemidos santos, ao fundo
Flores, faróis, línguas
Cariciando o meu sagrado momento
De descanso...

Dormirei seis dias
Cultuarei o silencio

Verterei luz
Beijarei um sol pequeno
Que tentará me inquietar nas manhãs

Mas estarei deitado na rede da placidez

Passarinhos de cristal
Borboletas de raios
Luas e jardins
Enfeitaram meus sonhos

Seis dias dormirei
E quando acordar
Serei um semideus
E já não terei nenhum estigma
O amor terá passado
E eu terei um novo começo, enfim.

☜✩ ✩☞Radyr

RESGATE DE BRASILEIROS EM BENGAZI



























Brasileiros em Bengazi serão resgatados de navio particular até a Grécia ou Malta. O Itamaraty negocia a retirada dos brasileiros da rede da zona de conflito líbio.

ATEU POETA

Fonte:

http://www.portalrg.com.br/noticia/itamaraty-negocia-resgate-de-brasileiros-na-libia-de-navio-63718.html

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/internacional/2011/02/25/partida-de-brasileiros-em-benghazi-na-libia-e-adiada-para-amanha.jhtm

5° GRANDE DESAFIO DO MUSEU DA CIÊNCIA

O desafio é retirar, com segurança, um valioso estoque de catalisador automotivo de um prédio em risco de desabamento.

ATEU POETA
O HISTORIADOR DE PACOTI

Inscrições até 22 de maio no link:

http://www.mc.unicamp.br/5-grandedesafio/inicio/index

Maiores informações: grandedesafio@reitoria.unicamp.br

FILHA DA NOITE

por onde perambulam os sonhos de milhares de meninas e meninos?

há uma ruptura neste azul que te acinzenta
e te empalidece os olhos
sob o frio deste sol
a iluminar
mais uma manhã que não sorri

migalhas de gemidos
dançam
nos vãos de teus dentes amarelo-tabaco
sob a vertigem de estrelas artificiais
regada a alcalóides e anfetaminas
de fins de noite
em que luas se cobrem de limo
entre lençóis acres
torporosamente revirados
e fumaça

resta o vazio
a latejar ouvidos
o corpo cansado
ranhuras de amores fantasmas na pele
um choro no esôfago
e sonhos de princesa
trancafiados na masmorra
dos dias

amanhã
talvez
um talvez indolor
uma flor
nova cor
amanhã
de manhã

talvez

Celso

MORRE ELIZABETH TAYLOR

Morreu neste 24/03/2011, a atriz Elizabeth Taylor. Em Los Angeles, com 79 anos de idade.

ATEU POETA
O HISTORIADOR DE PACOTI



















Fonte:

http://www.jornalfloripa.com.br/artisticasenovelas/index1.php?pg=verjornalfloripa&id=1403

http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2011/03/morre-elizabeth-taylor-dizem-tvs-americanas.html

http://g1.globo.com/videos/jornal-hoje/v/elizabeth-taylor-morre-aos-79-anos/1467198/

http://secondhandshopper.wordpress.com/2008/01/08/%E2%80%9Cnow-is-the-time-for-guts-and-guile%E2%80%9D/

http://www.grandesfilmes.com.br/2011/03/elizabeth-taylor-morre-aos-79-anos.html

segunda-feira, 21 de março de 2011

BRASILEIRA É SECRETÁRIA GERAL DA FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE JORNALISTAS

Elisabeth Costa foi escolha unânime para o cargo de secretária geral da FIJ, Federação Internacional de Jornalistas, neste fim de semana.

ATEU POETA

PASSAGEIRO DO TEMPO

Quando criança disseram
Aproveite a infância
Esse tempo é ligeiro
Sinta dele a fragância

Quando adolescente ouvi
É seu primeiro amor?
O tempo passa
E passa essa dor

Quando jovem ensinaram
Estude, trabalhe
Não perca tempo!
Só o esforço é que vale

Quando maduro insistia
Não tem quem me impeça
Que tempo é dinheiro
E me perdi nessa pressa

Quando velho aprendi

Que o tempo não passa
Pra quem continua criança

Que o tempo não cura
A perda do amor

Que tempo te cobra
As escolhas erradas

Que pro tempo não importa
Quem tem mais dinheiro

Que meu corpo me cobra
Por ter sido ligeiro

Que o tempo não passa
Fui eu passageiro

Rogério


Versão musicada:
Passageiro do tempo

Estrofe 01:

Quando criança me disseram
Aproveite a infância
Esse tempo é passageiro
Fica somente a lembrança

Adolescente eu ouvi
Esse é o seu primeiro amor?
O tempo passa num segundo
Você esquece dessa dor

Estribilho:

Hoje eu aprendi
Que o tempo não passa
Pra quem é criança
Que a vida cobra
Por ter sido ligeiro
Que o tempo não passa
Sou eu passageiro...

Hoje eu aprendi
Que o tempo não passa
Pra quem é criança
Que a vida cobra
Por ter sido ligeiro
O tempo não passa
Sou eu passageiro...

Estrofe 02:

Quando jovem me ensinaram
Sempre estude, sempre trabalhe
Esse tempo é passageiro
E o esforço é que vale

Então maduro eu insistia
Não tem nada que me impeça
Que o tempo é dinheiro
Fiquei perdido nessa pressa

Estribilho:

Hoje eu aprendi
Que o tempo não cura
A perda do amor
Que pro tempo
Não importa dinheiro
O tempo não passa
Sou eu passageiro...

Hoje eu aprendi
Que o tempo não passa
Pra quem é criança
Que a vida cobra
Por ter sido ligeiro
Que o tempo não passa
Sou eu passageiro...

domingo, 20 de março de 2011

IGREJA CATÓLICA SE APROXIMARÁ DOS ATEUS


Igreja Católica promoverá encontro com ateus e agnósticos dias 24 e 25 de março de 2011, em Paris.

O papa, que serviu na juventude nazista e comparou os ateus aos nazistas na Inglaterra, em setembro de 2010, agora quer se aproximar dos "gentios" (judeus).

Talvez seja seu amor ao nazismo, sei lá, que o faz tomar tal atitude.

Mas, só pra constar aqui, "Hitler era católico e nunca renunciou ao seu batismo", como afirma Richard Dawkins, escritor do grande best-seler "Deus, um delírio" (" The God delusion").

Judaísmo,"gentiu" e ateu não são a mesma coisa. E, nazismo também não. Esse é um novo engano de Joseph Ratzinger, o gentio ex-nazista papa alemão.

Um pastor-alemão atrás de novas ovelhas.

Mas, ateus são lobos, livres, hereges, do original "aquele que pensa livremente".

ATEU POETA


FONTE:

sábado, 19 de março de 2011

INTERCÂMBIO CULTURAL














1-1o. Arquivo do Nordeste
2-A saga de uma coruja
3-APAIP
4-O SEMPRE

1. 1o. Arquivo do Interior do Nordeste

Em 19 de abril de 2008, nasce em Pacoti o SEMPRE_ Segmento dos Estudiosos da Memória e Patrimônio Regional do maciço de Baturité_, uma associação sem fins lucrativos de direito privado com o objetivo de resgatar a história do município de Pacoti.

A idéia da própria formação do grupo SEMPRE era criar um Arquivo Público Municipal em Pacoti visto que os documentos que contam a história do município carecem restauração e limpeza urgente. Um trabalho que já começou a ser feito quando o presidente do SEMPRE, Levi Jucá, universitário do curso de História da UFC resolveu dar uma olhada no chamado Arquivo Morto, encima da Ilha Digital, no centro.

Levi elaborou um projeto de lei encaminhado ao prefeito Rômulo que enviou-o à Câmara de Pacoti em caráter de urgência depois de devidamente analisado.

Em 15 de maio de 2009, compareceram à Câmara Estudantes do curso de História, um deles já formado pela UVA, trabalhando a algum tempo na limpeza e organização do local onde estão os documentos por intermédio da Secretaria de Educação.

Nesse dia foi aprovada em sessão oficial a Lei de criação deste que foi o primeiro Arquivo a nível de nordeste a ser implantado fora das capitais.

Uma pena ele ter sido fechado o Arquivo Municipal José Audízio de Sousa, em Pacoti, em 2010, quando Levi Jucá fora seu diretor. Fizemos a nossa parte, e a lei que criamos impedia seu fechamento.

Foi um fechamento contra a lei o que a Prefeitura Municipal de Pacoti fez.

Mas, nós não somos polícia. A vida continua. Continuamos com os nossos trabalhos na Associação como a exposição "Pacoti, uma História em documentos", projeto aprovado pelo Banco do Nordeste em 2010 e realizado desde 10 de dezembro de 2010 até o momento.

Hoje o SEMPRE funciona com uma sala dentro do CAMPUS EXPERIMENTAL DA UECE EM PACOTI, cedida pela pró-reitora de extensão, Lúcia Helena.

2. A saga de uma coruja

A partir de 1987, duas colegas formadas pela UECE em Filosifia, Solange Nojosa e Telma Marques, a primeira sendo filha de Pacoti e a segunda do Estado do Maranhão, realizaram as 1a., 2a. e 3a. Semanas de Educação de Pacoti, onde aconteciam palestras da UECE, UFC e da Secretaria de Educação para os professores.

As duas alugam um prédio da Igreja e fundam a Teia de Renda, pousada que recebe os professores e universitários de Fortaleza em acordo com a prefeitura na gestão do prefeito Rômulo Gomes.

Tarcísio Santiago, na época professor da UFC, faz a doação para o então Centro Cultural, antigo Departamento de Cultura, de uma Hemeroteca, onde hoje é a Secretaria de Cultura. Adísia Sá, do Jornal O Povo, doa para o mesmo Centro, uma biblioteca. Uma professora das redes estadual e municipal, Rosimar Brito, que se graduava pela UVA de Sobral em Estudos Sociais, resolveu, em conversas com Solange e Telma, criar uma Gincana Cultural chamada Coruja Solidária, em 1991. Formou-se, então, um grupo de teatro amador que fazia o chamado todo mês, de maio a dezembro, com exceção de julho, para os 3 dias de atividades.

O famoso Grupo Coruja, que contava com integrantes das escolas: Instituto Maria Imaculada, Centro Cultural São Luís e da Escola de 1o grau Menezes Pimentel. Telma Regina Marques foi a 1a Diretora de Cultura deste município e Maria Rosimar Brito Arruda a 2a na gestão do prefeito Pedro Brito, que criou e organizou por muitos anos o 1o Festival de Quadrilhas.

A última aparição do Grupo Coruja foi em 1997, na gestão do prefeito Edson Araújo, para a inalguração da Galeria Raimundo Siebra; onde acontecem várias exposições, dentre elas o projeto "O Pacoti visto por suas crianças", com a escolha dos melhores desenhos dos estudantes em todo o município.

3. APAIP

No ano de 2001, nasce em Pacoti um grupo chamado APAIP_ Associação de Poetas e Artista Independentes de Pacoti_, que chegou a conter 13 integrantes. A maioria fez parte da Gincana Cultural "Coruja Solidária" e se encontrava na sala de aula. Dentre os poetas, uma professora de História pós-graduada e um professor formado depois pela UVA.

Dois outros poetas ainda iniciaram o curso pala UVA, um deles não pode continuar, mas o outro se formará em 2010. O último, juntamente com 3 professores que foram da APAIP participaram da fundação do SEMPRE_ Segmento dos Estudiosos da Memória e Patrimônio Regional do Maciço de Baturité

. 4. O SEMPRE

O SEMPRE existe por que um universitário da UFC, nascido no município de Maracanaú, resolveu escrever sua monografia sobre Pacoti, quando soube de parentes seus residindo na serra.

Quando se apresentou à professora Rosimar Brito, em conversas sobre o Grupo Coruja, resolveu criar um grupo denominado Pendência Serrana, a equipe de destaque da Gincana Cultural, que na época saiu em um artigo do Jornal "O Povo" com o título: "Uma coruja contra Chico Buarque".

Em discussões no grupo Pendência Serrana, duas idéias se mostraram firmes, e ganhavam mais força: o arquivo e a associação que hoje conta com mais de 40 sócios dentro e fora de Pacoti. O grande anseio é salvar os documentos para re-escrever o possível da História, juntando, para isso, as fontes documentais com as extra-oficiais dos nosso "Arquivos-vivos". Se não restaurarmos a História hoje, amanhã não saberemos quem somos.

ATEU POETA

CÁ MINHA HUMANIDADE























Já entendi
-Senhor Deus de todos os credos-
Que meus medos
Não sobrevivem à Razão.
Talvez, por isto,
Eis aqui um pagão
Papeando convosco.


Já entendi a insubserviência do gosto,
E o desgosto de ser tão teimoso.
Mas... me explique o que fazer
Para me suportar!


Umas vezes acordo querendo mar,
E em outras vou dormir
Odiando a humanidade...
Falta-me -por acaso-
Alguma sanidade
(ou humildade)De tal modo
Que possa eu caminhar
Mudo?

E meu mundo?
Mudo
Ou não?

Deixa pra lá...
Uma hora tudo isso deve passar,
E, talvez eu entenda algo melhor.
Na pior das hipóteses
Papeio com minha avó,
E morrerei de rir
De tudo que ela sempre me contou.
No fim de tudo, um café quente,
Uns bolinhos,
A cama quente
E duas doses de Prozac.

Talvez mais alguns capítulos deste almanaqueQue, hoje,
Não sei bem porque
Resolvi desfolhar
De
Novo.

MINHA HISTÓRIA

Quero de você carinho superno
e todo amor que possa me dar
enquanto dure o contentamento
de estarmos juntos na ilusão do eterno.


Quero gozar e sentir esse momento,
no qual as peles se atraem mutuamente
e os corpos rezam a oração profana
ao Dionísio que fulgura em nossa mente.


Quero guardá-lo no cofre das alegrias
enquanto houver vida e memória,
para dizer ao mundo que fui feliz
ao ter você na minha história.

SOMBRAS E SOBRAS

As crises de abstinência
Misturam-se aos delírios
Em um oceano de vômito

Tenho onde cair
Mais prefiro cair bêbado
E minha única luz é
A luz do cinzero

Deixa um pouco de creme
Cair na sua boca
Pegue todas as estrelas que puder
Dentro das minhas roupas

Fique quieta quando eu entrar
Grite na hora certa
Amor e ódio na mesma balança

Qual remédio faz a gente continuar?
Me bata com seu chicote, talvez funcione
Morda minha cabeça, devagar
Faça um redemoinho quando cansar.

ARTE






























Não é privilégio
nem luxo;
é cesta básica
é biosfera

é último refúgio
necessidade
anfitriã
da última sanidade...

Ela é vontade
de traduzir
emanar
expurgar
e perpetuar
a impermanência

ela é artifício
sacrifício
tentativa vã
em dar algum sentido
a este caótico estado
de ser gente...

BRAVO!

Sigo pela estrada digital neste trem feito de conexões. Leio folhetos de cultura inútil.

Chego ao meu destino, abro uma porta que não é porta, que não está lá. Sou atendido e atentado pelo Mc Terrorista. Compro espaço na mídia e lá passo a viver.

Com um sinal fraco envio votos de compaixão a todas as pessoas desconectadas; mas elas não retornam a mensagem.

Estou cercado por baterias descartadas da matriz, entre projetos espaciais e patrocínios da hipocrisia.

Munido de livre arbítrio, não posso aprofundar a percepção do homem doxa, habitante e freqüentador do meio eletrônico primário.

Estou apto, graças à permissão da pirâmide planetária, a veicular em todo globo, qualquer globo, a inconsciência programada, bombardeada de mentiras.

Sublinho a subliminar proposta, aprovada pelo protagonista da festa do refestelar.

Aguardo uma conexão mais rápida, pois já se esvai a fumaça branca, do tiro que saiu pela culatra.


sexta-feira, 18 de março de 2011

LETAL

Não há exército que não caia.
Não é espada nem canhão.
A arma fatal? Aquela saia!

SAUDADE, VERDUGO DA ALMA

Ao tentar me distrair, e sentir um pouco de felicidade...
encontrei pessoas que nos foram, e são, muito queridas.
então, bateu-me a nostalgia,e sentí tanta, mas tanta saudade...
dos nossos lindos momentos, quando em nossas almas não haviam feridas...

Sei que sentirei para sempre tua falta, essa é a verdade...
viverei com esse amor imenso, morando eternamente no meu coração...
e se grandes amores não estão em alta, que fazer dessa minha realidade?
acham que sou especial, por continuar sentindo tão sagrada emoção?

E, não sabendo precisar a data, pois o futuro não posso advinhar...
se me perguntarem, se traí esse arrebatador sentimento...
direi que não, que não há nada que me façam, para ele acabar,
esquecer, apagar de mim...enfim, sair do meu pensamento!

Então, meu grande amor, aonde estiveres...
saiba que te amo, e que sempre te amarei.
e, se ainda pensas em mim...se ainda me quiseres...
me diz...nem precisas disfarçar, e pros teus braços correrei!

-Faz isso meu Rei....

SONHO COSMOPOLITA

Há de se aprender amar inteiro, externo,
dentro, no meio, na fúria, no olho do furacão;

tem que ser desmedido, aberto, de longe, tão perto,
no magma, no manto, do furo ao teto;

deve ter a força da tectônica quebrando fronteiras
de armas, de muros, de grana, de pele, de credo;

pode sacudir o mar aqui, acolá, ali, além do bloco,
mais fundo, no raso, do rosto molhado de sal;

há de se educar para transitar livre em qualquer pedaço,
dar passos largos e longos abraços, sorrir em todo idioma;

tem que ser laço bem dado, cadarço de sapato que pisa sem medo,
dedo que aponta bioma cuidado, vento de novas sempre boas;

deve ter pombas reais e paz entre todas as espécies, peças completas,
portas abertas, mesas fartas, brilho nos olhos, caminhos tranqüilos;

pode derreter geleiras, aumentar o mar, tremer qualquer lugar...
cada homem e do mundo todo, a Terra e de toda gente.


1 MILHÃO E 300 MIL PARA BLOG DE BETHÂNIA COM APROVAÇÃO DO MINISTÉRIO DA CULTURA

Maria Bethânia consegue aprovação do Ministério da Cultura para arrecadar 1,3 milhão a fim de criar um blog de vídeos, onde ele interpretará uma poesia diariamente.

Quantos livros não daria para publicar com esse dinheiro?

Existem provedores gratuitos; como este, pelo "Blogger", por exemplo.

CACHOLA

Dentro da massa craniana
A metodologia da inspiração
Comporta-se como doidivanas
Abusando da mistificação

Não grita a voz da consciência
Contra o oráculo da insanidade
E transporta os delírios da demência
Com toda sua personalidade.

Num lampejo psicótico
Escoa no papel peloticas
Há quem ache magnífico
E encontre evidencias lógicas

SONETO MINGUANTE

Se acaso precisas com afã de amor e carinho,
abandona agora a esperança, pobre coitado.
Esconde a alma de teu deus e aguarda o Diabo,
e prepara-te para o escuro caminho.

Em tal trilha sem fé andas sozinho
e o coração, a ferro marcado,
cedo ou tarde inda dará cabo
das luzes de teu mundinho.

Quem muito ama, meu caro,
está condenado
a ficar só.

Sem amparo,
tornado
pó.

quinta-feira, 17 de março de 2011

AMPULHETA























A CIDADE






















A cidade cede luzes, cede asfalto
a seus ratos e baratas, sua elite
Requebrando um pé descalço um salto alto
Altos brados, vai cantando o novo hit

A cidade pede grana, teme assalto
Violenta, e que ninguém desacredite
Litorânea, lá da serra, do planalto
Pisa fundo, passa muito do limite

Bebe todas, passa a noite toda insone
E amanhece condenando a vizinhança
A cidade perna fina e silicone

Quer memória, quer notícia e confiança
Muito embora deixe nome e telefone
A cidade não te espera nem te alcança.

ANGELUS PÓSTUMUS










































Querem saber dos meus versos
Do meu sangue, da intensa dor
Do cheiro dos corpos, do sexo
Do velho rosário em denso negror

Querem o sambar e sonhar
O fogo do magma, o ardor
A lama, a palha, o brotar
Querem os dentes do dragão voador

Querem o pedaço da noite
O último gole, hálito e saliva
Querem da morte a foice

O matraquiar, a nota, a notícia
E depois da sentença, o açoite
Eles querem de volta suas vidas






POESIA PRA QUERER MORRER

Já é quinta!
E eu estou vivo – ainda –
Pelejo pra morrer
Não morro...

Eu queria morrer de silêncio
Mas o silêncio não me mata.

Daí eu gemo, grito, esperneio, agito...

E nada da morte vir
E nada da morte ver
Minhas pantomimas na janela...

Ainda sinto meu pulso
Meu respirar, meu sopro

Ainda sinto a poesia tremer
A pena clamar
Quer rimar
Maldita!

O que rima com morte, meu Pai?

- A sorte da minha foice cega, tagarela!

Diz a morte na janela.

FUMAÇA





























Arrasto comigo uma sede
De cenas que não vivi
De barcos que já partiram
De peles que não senti
Arrasto uma linha pendendo
Pras bandas do fim do mundo
Que escorre a cada segundo
Nas brechas por onde adentro
E levo dois milhões de olhares
Mil bocas que não beijei
Imagens que guardo lá dentro
E um rastro que não deixei

quarta-feira, 16 de março de 2011

POEMA CINZA

Vai ver nem era dia,eu que andava sonhando
sóis demais.
Vai ver nem era alegria
tão só um riso numa crise.
Penso que talvez
até rissem de mim.
Esses dias, ando um tanto equivocado.
Às vezes, plateia. Às vezes, palhaço.

E esta desconfiança no que tanto confiava.
Desesperança, no que bem prenunciava.

Sigo assim, estranhando tudo,
feito poeta, ante o lago mudo.

Nuns momentos, já parti.
Noutros, fiquei

só.

Batizo cada momento
com nomes que me esqueço.

O vento, só o vento
sabe ainda
meu endereço.

EUTANÁSIA

Olho dentro de mim
Sopro de uma autocrítica
Sei que nem sempre me expressei assim
Falo muitas vezes em mímica.

Quase sempre não me abarco
Jamais confessarei isso a alguém.

Lindo é lutar para ser, já sendo
Terrível deve ser querer ser maior, e ser ninguém.

Me bato, com um tapa na cara
Me calo, berro para dentro
Me mudo, faço as malas
Me chamo, sou bem desatento.

Por fim me penitencio por inteiro
Espero que alguém me impeça
Faço promessa em um outeiro
Arranco de vez minha cabeça.

André Anlub

ESTUPIDEZ























Aos estelares raios fustigantes
Divaguei pelas frias madrugadas
A tristeza das almas mergulhadas
Na solidão das dores lancinantes!

Invoquei divindades renegadas
Numa assembléia de imortais gigantes
E aos rojões de narcóticos possantes
Pude até lhes ouvir as gargalhadas!

E assimilei o que me foi predito,
Exorcizando meu dantesco horror
Às camadas mesquinhas e pequenas,

Pois vi na estupidez do meu agito
Que os monstros que me causam mais temor
Estão na mente e só na mente apenas...

David

LÍBIA DEPORTARÁ REPÓRTER BRASILEIRO


Andrei Netto será deportado hoje pelo governo de Muamar Kadafi.

Preso em Sabratha, o repórter levou coronhada de um soldado que o deixou tonto, segundo conta ao jornal "Estadão".

Ainda ficou preocupado por encontrar-se incomunicável, por 8 dias, com todas as comunicações fechadas para o mundo.

ATEU POETA

Fonte:
http://knightcenter.utexas.edu/pt-br/node/4977

terça-feira, 15 de março de 2011

CLANDESTINOS (livro)

Seleção de vinte e uma crônicas a respeito da vida, da morte, de alegrias e tristezas, de amores e paixões, fruto de minhas experiências pessoais em dois países (Brasil e Japão).

Sobretudo, uma homenagem ao ser humano, o qual, apesar das dificuldades, não desiste de rir nem de sonhar.

Espero que o leitor compartilhe o mesmo prazer que tive ao escrevê-las.

Autor: Edweine

Todo dinheiro arrecadado pretendo ajudar as vitimas do terremoto, principalmente em Miyagi (Sendai) e Iwate.

Para comprar, acesse:


http://www.clubedeautores.com.br/book/40992--Clandestinos

Também podem adquirir na lista dos mais vendidos da Agbook:

http://www.agbook.com.br/books/by_topic/literaturanacional?sort=sold&version=all&what=

http://blog.clubedeautores.com.br/2011/04/autor-edweine-loureiro-usa-literatura-para-ajudar-vitimas-no-japao.html

segunda-feira, 14 de março de 2011

EXISTENCIALISMO

Ontem descobri que não existo.
Que a despeito de Sartre
e da matéria componente de tudo
ser exige mais que saber-se.

Porque eu me sabia, ah sim!
Contava a todos os ventos
os feitos do polegar opositor
e 31 anos de imitação.

E me dizia alegrar-me com ver
que meu nome assinado na tela
duraria mais tempo que a carne
até que o fogo enegreceu a aquarela.

Toda uma história de vida
mentida e ensaiada na frente do espelho
estilhaçou-se com o vento e ao chão
ficou. Cacos de vida, sujeira;

E ninguém pra herdar
sete anos de azar.

NÃO SEI SE MINHA VIDA É ESCREVER

Não sei se minha vida
É realmente escrever
Sei que ela me escreve
Me desenha, me pinta
Em tantas paredes...

No tronco da árvore
No banco da praça
Na pétala clara
No concreto mole
Daquela calçada

Me esboça surreal
Na tela em branco
No quadro negro
Na agenda, caderno
E na carteira da escola

Debaixo da escada
No estrado da cama
Em ranhura na estrada
E na areia da praia
Letras e formas de pé

No papel perfumado
Alado eu meu sinto
Quando sou aspirado
(e flutuo com intento
e eu tento tanto...)

Esta é a vida!
Sua cor preferida?
Vermelho indiano
Vermelho carmim
Vermelho mundano
Vermelho sem fim

Me tatua quente
Na pedra fria
Poente na pele nua
Pra todo o sempre
Desenhado na teia
Esparramado na lua

Sou tinta óleo
Pra quem me olha
Bem lá no fundo
Um livro ilustrado
Que alguém desfolha
Pra guardar de lembrança

Assim esfrio com o vento
E como as pedras da rua
Enfim a vida me perpetua
Secando meu sangue no tempo...

ATOS

O ato estoico
Não é heróico
Pois desagrega
E desapega
A intuição

Renega o não necessário
O desvario imprescindível
Da negação.

O ato insano
É iminente
Inconsequente
E desprovido
Da rés razão

O ato sério
Não tem mistério
Mesmo que assuste
E afugente
Qualquer razão

Ato pensado
De qualquer lado
É´sábio sim
Ou real não.

Portanto, pense
nas conseqüências
De qualquer ato.
Pense no fato
E desdobramentos

Quaisquer intentos
Mesmo inocentes
Serão carentes
De pés no chão

CHISPAS DE CHAMAS

olhar que desnuda
feroz, delirante
és fera que é musa
és musa que é amante

és bruxa ou fada?
de nada importante
te sabes amada
amor extasiante

eu hipnotizado
servil me ofereço
e ouço calado
e pago o preço

então em meu toque
descubro teu fraco
e muda o enfoque
agora eu ataco

te domo, domino
te dobro, te rendes
agora eu ensino
agora tu aprendes

e o toque elétrico
choque de almas
explode feérico
em chispas de chamas

e em campo queimado
dois corpos cansados
um pelo outro amado
e os dois bem amados

e o que era feroz
agora é cansaço
sem grito, sem voz
só beijo e abraço

não houve vencido
e nem vencedor
somente o sentido
em noite de amor

10 MIL POSSIVEIS MORTOS NO JAPÃO.

450 desabriogados,
prujuízos de mais de 170 bilhões de dólares. 9.5OO podem ter morrido no terremoto que gerou a tsuname no Japão.

Ainda há o perido de vazamento de radiação no complexo em Fukushima, que poderia contaminar a população por anos a fio, jogando material radioativo na atmosfera.


ATEU POETA



Fonte:

http://beta.br.noticias.yahoo.com/barras-combust%C3%ADvel-nuclear-jap%C3%A3o-ficam-expostas-novamente-20110314-085410-105.html

domingo, 13 de março de 2011

REAL CONNECTION

Your sad eyes are falling
New eyes are growing.

The old eyes defrosting
Feelings held for so long.

New roots in your head first
For a new flow of thoughts.

Then leaves in the wind
Like pieces of your mind.

Spread your soul like seeds
Let it grow.

Then observe what it does to the world
Now that it finally shows.

Your insides exposed, no control
It doesn’t belong to you anymore.

You can see through your eyelids
New eyes are never shut.

So you can’t run from your existence
The world can see through you.

ELA É MINHA

Minha língua a desbravar
Com fino sabor de vinho.
A sua boca taça-mar
Faz-me tonto redemoinho

O seu corpo é terra firme
Mas nado de peito em suas costas
Pois meu norte é o seu cume
E sua bússola traz-me respostas

Descortinando sua vasta ilha
A mão tão cega segue valente
Rumo à gruta no fim da trilha
Diminui o passo em solo quente

Seu vulcão silente em calmaria
Não expele e espera para espiar
Minha vela hasteada em tocaia
Quando é a hora de atracar

Ela é Gaia, maia é ela!
Ela é diva, viva e bela!
Nela vivo, vivo dela!
Ela é minha era...