Pesquisar neste blog

Origem das Visitas

AROLDO FILHO

https://www.facebook.com/DelfosJornal GRUPO AROLDO FILHO NO FACEBOOK

segunda-feira, 9 de junho de 2014

FORTALEZA DE ILUSÃO

FORTALEZA DE ILUSÃO

Não sou domador de feras
Guerreiro de heras
Matador de quimeras
Que monta em dragão

Mas plantador da semente de sonhos
Em parco chão
Sem nobreza
Nem leveza de falcão

Aspirando a fortaleza de ilusão
Nesse mar de mentiras
Uns nascem
Outros morrem

Todos correm
Para a mesma armadilha

Ateu Poeta

09/06/2014

domingo, 8 de junho de 2014

XUXA FALOU SOBRE O FILME "AMOR ESTRANHO AMOR" NO "ALTAS HORAS E REACENDE A POLÊMICA

XUXA FALOU SOBRE O FILME "AMOR ESTRANHO AMOR" NO "ALTAS HORAS E REACENDE A POLÊMICA


XUXA FALOU SOBRE O FILME "AMOR ESTRANHO AMOR" NO "ALTAS HORAS E REACENDE A POLÊMICA
"Para falar sobre uma das polêmicas mais comentadas das últimas semanas, a apresentadora Xuxa Meneghel resolveu tocar em um assunto que ela sempre tratou com absoluta discrição: o filme Amor, Estranho Amor, em que aparece nua beijando um menino. O longa-metragem de 1982 foi recolhido das videolocadoras a pedido da própria Xuxa, quando ela passou a ser conhecida como a 'rainha dos baixinhos'" (...)

Veja mais em:

quinta-feira, 5 de junho de 2014

ENTREVISTA COM O PM FRANCISCO GLAYDSON GOMES DA SILVA



Glaydson é policial da PM em Fortaleza-CE. Sofreu acidente de moto em 2012 num trecho onde poderia haver um semáforo para melhor segurança da via pública.

Aroldo:_Onde, como e quando aconteceu o acidente de trânsito que lesionou você?

Glaydson: _Na alça do viaduto do Mondubim com o Conjunto Esperança, o carro (palio vinho) avançou o que seria a preferencial para os dois que vinha na moto. Sim eu estava com um vizinho que pilotava o veículo. Aconteceu no dia 17/03/2012.

Aroldo:_ Como assim "preferencial para os dois"? No caso o trecho não tem uma preferencial com sinalização correta, é isso?

Glaydon:_ não porque eu estava com outra pessoa na moto, desculpa. A preferencial era nossa, como até hoje é.

Aroldo: _Seu vizinho também saiu lesionado?

Glaydson:_ SIM, ainda. Pouco. A vítima principal sou eu. O carro bateu principalmente na minha perna. Graças á Deus, não teve mais um lesionado. Quem iria ajudar quem?

Aroldo:_ Verdade.

Glaydon:_ Sim. Não minto, pode perguntar, a minha perna ficou feia fratura exposta.

Aroldo: _ Você deu entrada em processo contra quem avançou a preferencial?

Glaydson:_ Graças a Deus pouca coisa, fiz promessa que ainda não cumpri, deu tudo o que o osso poderia calcificar. À perna direita ficou praticamente destruída, o osso ficou estragado pra valer!

Aroldo: _Você deu entrevistas à outros jornais antes e depois do acidente. E se me lembro bem você tinha me relatado um problema de sinalização no local. Não é? Seria bom um semáforo para o local?

Glaydson:_ Sim, antes tinha notado que o trânsito naquela área era caótico, os carros não paravam porquanto da má sinalização e pelo o desrespeito dos motoristas com formação a desejar nos órgãos responsáveis.

Ficaram de colocar por eu dar entrevista num jornal de grande audiência, já acidentado e mostrando novamente a incompetência e alertando do perigo que havia neste trecho.

Aroldo:_ Acredito que caiba processo contra o Estado por danos pessoais e lesão devido ao descaso público. Assim como a sua vida pessoal foi afetada, a sua vida profissional também deve ter sido. Algum conselho para quem enfrenta esse trânsito de Fortaleza diariamente? Alguma consideração final?


Glaydson:_ Tenho respeite as leis de trânsito, logo qualquer pode ser uma vítima dolorosa, que também pode destruir vidas ou transforma-las. Cuidado com o que faz, a vida é feitas de escolhas e uma errada pode transformar vidas.

Aroldo Historiador (Ateu Poeta)
Fortaleza-Maracanaú/CE
Entrevista concedida via Facebook em 06/06/2014