Pesquisar neste blog

Origem das Visitas

AROLDO FILHO

https://www.facebook.com/DelfosJornal GRUPO AROLDO FILHO NO FACEBOOK

segunda-feira, 4 de abril de 2011

INTERROMPIDA





























Porque parar no meio da estrada dá uma sensação gelada de que a morte de mais um sonho se aproximou de nós.

Lembro que certa vez tive um sonho bonito, que se transformou em objetivo e alguns anos depois desapareceu. Penso agora o que aconteceu com o meu desejo? Será que sonhei em vão?




Não, sonhar sempre é preciso, por mais que se sonhe com o impossivel ainda precisamos de um pouco de fantasia para sobreviver. Eu apenas cresci com a velocidade de quem caiu muito rápido no chão.




No momento da minha queda tive duas escolhas parar e aceitar ou esperar uma nova estação para se levantar e seguir.Por muito tempo senti o gelo da duvida me paralisando,fechando meus olhos para o mundo, tornando minha existência passiva e calada. Contudo um simples fato, o bater de asas da minha borboleta desencadeou o renascimento da primaveira em meu olhar, foi nesse dia que me levantei, caminhei até a beira da estrada e ao notar que se tratava de um abismo, fechei os olhos e me atirei com a força de Icaro que mesmo sem asas tentava voar.




Durante minha queda tudo aconteceu tão rápido, vivi meus minutos com intensidade e finalmente quando cheguei ao chão curiosamente não morri, antes resnasci. Abri meus olhos, olhei para cima e observei.



- Valeu a pena?( pergunta minha consciência)



Sempre vale escolher se mover do que permanecer parado com sonhos que nunca amadurecem e, portanto, nunca alcançam seu principal objetivo: A realização.



Agora é chegada a hora de interromper a caminhada por um instante de reflexão-preparação. Tenho certeza que a neve gelada que cairá sobre meu corpo pela madrugada não vai me matar, ao contrário vai me dar forças para andar cada vez mais rápido em busca a realização dos meus sonhos.



Sabem aquele sonho bobo que desapareceu? Depois dessa queda ele renasceu e agora me preparo para continuar a espera de um gentil rapaz com uma flor amarela dessas que nascem em qualquer lugar, mas são capazes de transformar os sonhos em realidade.



Leticia