Pesquisar neste blog

Origem das Visitas

AROLDO FILHO

https://www.facebook.com/DelfosJornal GRUPO AROLDO FILHO NO FACEBOOK

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

NUNCA DIGA NÃO ÀS DROGAS



NUNCA DIGA NÃO ÀS DROGAS

No pior dos momentos, você tem vontade de abandonar tudo.

Adolescentes em risco. Drogas e álcool. Um deles pode ser seu filho.

Talvez, você nem percebeu como e quando isso aconteceu. Você nem teve tempo para ver alguma coisa acontecer com ele, mas quando viu, com certeza perdeu o controle.

Se você não agrediu seu filho com chibatadas, o agrediu com palavras. Se você não ofendeu dizendo: - Você é culpado disso. O ofendeu dizendo não às drogas.

Seu filho tem amigos e as drogas fazem parte de seu grupo de amigos. Se você disser não às drogas estará ofendendo logo o amigo mais intimo de seu filho.

Seja um amigo de seu filho, descubra qual será o esporte favorito dele e por mais que seja chato pratique esse esporte com ele.

Aceite os amigos dele como seus.

Envolva seu filho com amor de pai, mas quando ele quiser ficar sozinho para “relaxar”. Não diga não às drogas.

Deixe o ir.

Não fique ligando para o celular dele; isso pode parecer perseguição.

Peça a ele seu e-mail. Mande mensagens de voz com poemas e coisas alegres, piadas, vídeos, tem tanta coisa boa para enviar para um amigo que você não vai sentir dificuldade de fazer isso, mas não o moleste demais com tantas mensagens, mande uma a cada dia, pois sua batalha em reestruturar seu filho será de longo prazo e você terá que ter paciência.

Não escreva nada que diga não as drogas, mas escreva algo que mostre as conseqüências que elas causam.

Se seu filho costuma voltar tarde não o impeça de fazer isso dando novas ordens. De a ele um motivo melhor para que ele volte cedo.

Se ele faltar em algum compromisso com você abrace-o e diga: Tudo bem! Podemos combinar para amanhã? Certamente você ouvirá muitos nãos, e terá que aceitar, pois se ele disser não é porque você ainda não o conhece direito e não sabe nem mesmo o que ele quer. Talvez ele mesmo nem perceba isso, mas você não saber dos gostos de seu filho, você o ofenderá e ele poderá nem ter consciência do porque que você o ofendeu, mas poderá rejeitar você por isso.

Mostre ao seu filho que você está interessado em ser um amigo dele, sem mudar sua personalidade. Se você mudar seu próprio perfil ele irá perceber, se isso acontecer ele irá se afastar, pois se sentirá desconfortado tendo um estranho na família.

De a ele motivos para passar mais tempo com você, sem forçá-lo a isto. Faça com que passar mais tempo com você seja mais divertido do que passar o tempo com outros amigos.

Não cobre nada de seu filho. Mas ensine-o a conquistar com sua própria capacidade. Participe das conquistas dele.

Ensine seu filho coisas boas, participe das diversões dele mesmo que nessas estejam incluídas tiro ao alvo. Leve o para brincar de paintball, será divertido e tanto ele como você terão uma visão diferente do que é tiro ao alvo. Mas não fale a ele sobre drogas se ele ainda está em serias dependências.

Quando começar a divertir-se com ele você vai perceber que ele estará indo melhor no colégio e estará mudando até mesmo de amizades, ele estará tendo um conceito diferente com seus amigos. Mas não fale sobre as drogas.

Haverá um momento em que ele estará dócil com você. Então o convide para viajar, mas não escolha o lugar simplesmente, decidam juntos para onde ir, assim será mais fácil de convencê-lo a mudar de rotina.

Fale sobre as drogas. Mas seja sutil para não mostrar desprezo a quem ainda é sua fiel e intima companheira. Aos primeiros momentos será desconfortável para ele e muito provavelmente seu filho irá mudar de assunto ou ignorá-lo.

Não insista.

Abrace seu filho todos os dias, não o elogie demais, não cobre dele o que ele não pode fazer. Apenas mostre que ele pode ser capaz.

Haverá um momento em que os companheiros do vicio de seu filho começarão a questioná-lo, pois ele estará se mostrando mais responsável. Se você perceber isso sorria, e fale com seu filho sobre seus atos responsáveis sem lembrá-lo de seus atos irresponsáveis, seja do passado ou do presente.

Jogue bola com seu filho tente não deixá-lo vencer ou ele vai pensar que você é "um banana" e por isso ele não terá do que se orgulhar.

Fale sobre as drogas, mas nunca diga não. Mostre apenas que a dependência não vale à pena.

Passe cada vez mais tempo com ele.

Deixe que ele jogue fora sozinho a ultima grama do entorpecente, depois o parabenize.

Agora sim, você poderá derramar lagrimas de felicidade por seus esforços.

Tudo isso pode levar anos, mas não levará tanto tempo quanto por quanto tempo você não deu atenção ao seu filho.

Não se culpe e não o culpe, pois a vida é mesmo frágil. Erros acontecem o tempo todo, e na maioria das vezes porque não temos tempo.

Nunca deixe de se divertir com seu filho.

Nunca deixe de viajar com ele.

Nunca deixem de serem amigos e seja sempre o melhor amigo dele.

Ensine ao seu filho as conseqüências de um ato, mas nunca diga não as drogas.

- Marcelo Nazar - do livro: A filosofia de uma estátua "Poemas à liberdade"