Pesquisar neste blog

Origem das Visitas

AROLDO FILHO

https://www.facebook.com/DelfosJornal GRUPO AROLDO FILHO NO FACEBOOK

domingo, 11 de março de 2012

A Prostituta e o Capitalismo


Apocalipse 17: O Cálculo do Homem 666

Os protestantes, historicamente, identificam a grande meretriz montada numa besta escarlate como a Igreja Católica; e a Besta em si, como o sistema de governo do poder papal: "Igreja + Estado".

O período de domínio dessa besta é descrito em três fases profético-históricas: (1) A Besta que "era"; (2) a Besta que "não é"; e (3) a Besta que "está para..."


Primeira Fase: A Besta "que era"

538-1798

Apocalipse 17:6: "Então, vi a mulher embriagada com o sangue dos santos e com o sangue das testemunhas de Jesus; e, quando a vi, admirei-me com grande espanto."

Apocalipse 17:8: "A besta que viste, era..."


1798. Napoleão captura a Pio VI, e declara morto o governo papal. Recentemente, João Paulo II pediu perdão pelas atrocidades que a Igreja Católica cometeu no passado. Em 1798, termina a primeira fase.

Segunda Fase: A Besta que "não é"

7 reis (grupos monárquicos católicos) depois de 1798.

Apocalipse 17:8-9: "A besta que... não é... Aqui está o sentido, que tem sabedoria: as sete cabeças são sete montes, nos quais a mulher está sentada. São também sete reis."

João teve a visão da perspectiva do sexto rei: "Caíram cinco, um existe, e o outro ainda não chegou..." O sexto nome papal desde 1798 é Paulo. E esse continua até começar o movimento ecumênico que busca trazer os protestantes de volta para a Roma.

Assim, o poder papal foi uma monarquia de 265 papas, que usaram 79 nomes. Mas desde 1798, o governo da igreja usou apenas sete "nomes monárquicos": 1. Pio; 2. Leão; 3. Gregório; 4. Benedito; 5. João 6; Paulo; 7. João Paulo.

Apocalipse 13:18 "Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis" (666).

Exemplo: Juan Pablo I + Juan Pablo II = 3, quer dizer: 1+2=3

1. Pio: 1+2+3+4+5+6+7+8+9+10+11+12= 78

2. Leão: 1+2+3+4+5+6+7+8+9+10+11+12+13= 91

3. Gregório: 1+2+3+4+5+6+7+8+9+10+11+12+13+14+15+16=136.

4. Benedito: 1+2+3+4+5+6+7+8+9+10+11+12+13+14=105

5. João: 1+2+3+4+5+6+7+8+9+10+11+12+13+14+15+16+17+18+19+20+21=231

6. Paulo: 1+2+3+4+5+6= 21

7. João Paulo: 1+2= 3

8. Novo nome monárquico/papal: 1

O total da soma dos números ordinais de todos os sete nomes da monarquia papal desde 1798: 78 + 91 + 136 + 105 + 231 +21 + 3 = 665 (João Paulo II)

Terceira fase: "A besta que... está para..."

O 8º (novo!) nome papal desde 1798 adiciona 1 a 665 = 666!

Apocalipse 17:12-14: "Os dez chifres que viste são dez reis, os quais ainda não receberam reino, mas recebem autoridade como reis, com a besta, durante uma hora. Têm estes um só pensamento e oferecem à besta o poder e a autoridade que possuem. Pelejarão eles contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, pois é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão também os chamados, eleitos e fiéis que se acham com ele."

O Testemunho da História

A BESTA que "ERA" (de 538 a 1798 DC). No ano 538, Justiniano declarou que o Papa de Roma tinha a autoridade final na interpretação da Escritura. Justiniano também decretou que o Papa possuía a autoridade final sobre os reis da Europa. 1260 anos mais tarde, Bertier, um general francês, sob as ordens do Napoleão Bonaparte, partiu para Roma onde deteve a Pio VI. Napoleão decretou o fim do poder papal e não houve eleição de um novo papa. O mundo pensou que o poder papal tinha morrido.

Para ficar bem claro, note que o papado tornou-se um poder político-religioso (Igreja+Estado) somente depois do ano 538 DC. Nesse ano, o Papa de Roma obteve "por decreto" a autoridade final na interpretação da Escritura. Note-se que entre o ano 538 e o ano 1798 há exatamente 1260 anos.

A BESTA que "NÃO É". A partir de 1798, os papas deixaram de ser os intérpretes finais para as religiões e perderam seu poder sobre os reis da terra. Entretanto, em Apocalipse 17, a Bíblia nos diz que o papado recuperaria de novo esse poder. Apocalipse nos fala inclusive acerca de "sete reis" durante esse período de tempo em que recuperará seu poder.

Apocalipse 17:9-10 nos diz: "São também sete reis, dos quais caíram cinco [1. Pio, 2. Leão , 3. Gregório , 4. Benedito, e 5. João], um existe [6. Paulo], e o outro [7. João Paulo, nome monárquico que nunca havia sido usado] ainda não chegou; e, quando chegar, tem de durar pouco..." Essa sétima monarquia papal, do modo como entendemos, durou até agora pouco mais de 25 anos, o que ainda é pouco comparado à quantidade de anos que duraram os outros seis nomes papais totalizadamente.

A BESTA que "ESTÁ PARA..." O papado está por recuperar esse mesmo poder que teve sobre os reis da terra até 1798. O oitavo nome papal desde 1798, que está por vir, unir-se-á a 10 reis para fazer guerra ao Cordeiro. Esse oitavo nome papal "caminha para a destruição" e é destruído na vinda de Cristo.

A besta da terra, com chifres como de cordeiro, obrigará a adorar à besta do mar. Não se poderá comprar nem vender e se decretará a morte de quem se recusar a acatar a ordem. A Bíblia prediz intolerância religiosa sob o oitavo NOVO nome papal desde 1798.

Grandes mudanças mundiais ocorrem baixo este oitavo nome papal. Isto acontecerá muito em breve, lembremo-nos de que João Paulo II é o sétimo nome papal desde 1798. Entretanto, aqueles que são escolhidos e permanecerem fiéis, vencerão à besta.

Clique aqui para ver a lista oficial de 265 papas. Todas os papas da história que usaram os 7 nomes papais desde 1798, estão sublinhados em 7 cores.

BESTAS MENCIONADAS EM DANIEL E APOCALIPSE

Daniel 7

1. Leão - Babilônia

2. Urso - Pérsia

3. Leopardo - Grécia

4. Animal terrível e espantoso com dentes de ferro e 10 chifres (Roma pagã e suas dez divisões).

5. Chifre pequeno, que arranca 3 chifres das 10 divisões (Ostrogodos, Hérulos e Vândalos, os últimos "três chifres" que se opunham à autoridade de Roma. Foram então destruídos no ano 538 pelo Justiniano sob o comando da papa. Só sete deles continuaram desde essa data). Essa besta do chifre pequeno continua até que o juízo se realize, caminha para a destruição e é entregue ao fogo ardente. É destruída no momento da segunda vinda de Cristo.

SÓ O CORNO PEQUENO CONTINUA NO PODER!

6. Apocalipse 12

O dragão (Satanás) procura matar o menino (Jesus), que há de reger todas as nações com cetro de ferro e foi arrebatado para Deus até ao seu trono.  O dragão (Satanás), operando através de Roma pagã sob o comando de Herodes, tenta assassinar Jesus ao nascer. Mas Jesus foi arrebatado para o trono. O dragão tem 10 chifres, os mesmos dez chifres da besta do mar de Apocalipse 13:1 e os mesmos dez chifres na besta escarlate de Apocalipse 17, que "era" "não é" e "está para". Estes são os mesmos 10 chifres ou "reis" de Apocalipse 17:12, que se unem ao oitavo para promover o conflito em sua última fase.