Pesquisar neste blog

Origem das Visitas

AROLDO FILHO

https://www.facebook.com/DelfosJornal GRUPO AROLDO FILHO NO FACEBOOK

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Apeando a Galope do Pingo...kkkkkk


Ex-assessor jurídico declara que Mário Meira está na iminência de perder o cargo

O prefeito Mário Meira está na iminência de perder o cargo, em virtude de processo que tramita no Tribunal Superior Eleitoral que avalia denúncias de irregularidades nas prestações de contas da coligação PP/PSDB e dos candidatos a Prefeito e Vice-Prefeito Vicente Diel e Mário Meira, em São Luiz Gonzaga, nas eleições municipais de 2008.
A informação é do ex-Assessor Jurídico da Prefeitura, Cláudio Cavalheiro, difundida quarta-feira, 25, pelos meios de comunicação desta cidade.
O ex-prefeito Vicente Diel e o seu sucessor, Mário Meira, foram vitoriosos no julgamento desse processo pelo juiz titular da 52ª Zona Eleitoral com sede em São Luiz Gonzaga e no Tribunal Regional Eleitoral. Todavia, o Ministério Público Eleitoral, inconformado com essas decisões,  ingressou com Agravo de Instrumento perante o Tribunal Superior Eleitoral, acolhido pela ministra  Fátima Nancy Andrighi, determinando que o Recurso Especial também promovido  pelo Ministério Público Eleitoral,  fosse julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral.
Para Cláudio Cavalheiro, a relatora do processo, ministra Fátima  Nancy  Andrighi,  já formulou entendimento pela desaprovação das contas da coligação PP/PSDB nas eleições municipais de 2008 em São Luiz Gonzaga, pois caso contrário, ela não teria dado provimento ao agravo. Isso ocorrendo, os eleitos Vicente Diel e Mário Meira perderão seus mandatos e a inegibilidade por oito anos.
Este processo, segundo Cavalheiro, deverá ser julgado de forma definitiva no mês de maio.
Como Vicente Diel perdeu recentemente o seu mandato, por condenação em outro processo, o então vice-prefeito Mário Meira está no exercício do cargo. No caso de vir a ser cassado, assume o cargo de Prefeito o presidente da Câmara, vereador Mário Trindade (PMDB), com a missão de convocar eleição indireta no prazo de 30 dias, para indicação do cidadão que deverá completar o atual mandato, que encerra dia 31 de dezembro de 2012. Nessa eleição indireta, o Colégio Eleitoral é formado pelos nove vereadores deste Município.