Pesquisar neste blog

Origem das Visitas

AROLDO FILHO

https://www.facebook.com/DelfosJornal GRUPO AROLDO FILHO NO FACEBOOK

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Protestanto por R$1,45.........


Categoria protesta contra o não pagamento do piso e cobra investimentos na educação pública

Na quarta-feira (18), em todo o Rio Grande do Sul, professores e funcionários de escola realizaram plenárias e manifestações. Durante o dia, a categoria trabalhou em sala de aula em apenas meio período em cada turno. A outra parte do turno foi reservada para a realização de atividades voltadas a cobrar o pagamento do piso, a protestar contra a reforma do ensino médio e para exigir investimentos na educação pública.

Em Porto Alegre, núcleos da região metropolitana concentraram-se, no período da manhã, na Praça da Matriz. Uma boa representatividade de educadores e estudantes cobrou a implementação da lei do piso. O período da tarde foi reservado para debates nas escolas (foto 1).

Em Santo Ângelo, na região noroeste do estado, a categoria realizou uma panfletagem na região central da cidade. Simbolicamente, professores e funcionários de escola depositaram R$ 1,45 em suas próprias contas, valor correspondente a 0,1% do valor do piso, que deveria ser de R$ 1.451,00 (foto 2).

Na cidade de São Borja (foto 3), foram realizadas panfletagens nas escolas. No próximo  sábado, dia 21, educadores realizarão outra panfletagem, desta vez no parque General Vargas.

A categoria se reúne em assembleia geral no dia 4 de maio, no Gigantinho, em Porto Alegre. No mesmo dia, pela manhã, será realizado um ato público unificado com servidores de outras categorias na Praça da Matriz. Os educadores se concentrarão em frente ao CPERS/Sindicato, na avenida Alberto Bins, 480, a partir das 9 horas.

João dos Santos e Silva, assessor de imprensa do CPERS/Sindicato
Fotos: Divulgação