Pesquisar neste blog

Origem das Visitas

AROLDO FILHO

https://www.facebook.com/DelfosJornal GRUPO AROLDO FILHO NO FACEBOOK

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Genro Fora da Lei....Completivo não é salário...


Mais uma vez o governo juntamente com o Ministério Público ataca a categoria

O espúrio acordo firmado entre o governo do Estado e o Ministério Público foi preliminarmente revalidado pelo Tribunal de Justiça nesta quarta-feira (23). O CPERS/Sindicato já ingressou com uma segunda ação cobrando a suspensão do acordo.

Para o sindicato, o completivo salarial acordado não incide sobre o vencimento básico dos educadores e, portanto, fere a lei do piso nacional e ataca o plano de carreira do magistério. O CPERS/sindicato também questiona a competência do MP para firmar acordo em nome de uma categoria profissional.

No próximo dia 30, a categoria irá trabalhar com períodos reduzidos em todos os turnos. Neste dia serão realizadas manifestações, organizadas pelos núcleos da entidade, pela efetiva implementação da lei, contra a reforma da previdência e em defesa dos planos de carreira.

João dos Santos e Silva, assessor de imprensa do CPERS/Sindicato