Pesquisar neste blog

Origem das Visitas

AROLDO FILHO

https://www.facebook.com/DelfosJornal GRUPO AROLDO FILHO NO FACEBOOK

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Olhar 666?????


ISSO EXISTE MESMO?

Não são todos os que acreditam, mas por via das dúvidas.....
Não é bom facilitar......
Desde a antiguidade, os olhos são visos como sendo a expressão da alma e considerado um órgão sagrado.
O olho humano tem um potencial oculto e emite energias que podem intensificar as palavras ditas. Um olhar penetrante e bem dirigido, pode reforçar muito uma mensagem ou um ensinamento. E, muitas vezes, sozinhos já conseguem passar toda a informação necessária.

Vemos, portanto, que grande parte da energia gerada por nossos processos internos - como nossos pensamentos e sentimentos - são emitidos pelos olhos para o mundo exterior. Além de ser o espelho da alma, o olho é também um grande emissor de magnetismo e energia.

Existem relatos de homens santos que, apenas com seu olhar, curavam os doentes. Isso nada mais é do que uma energia de cura muito poderosa que é canalizada através dos olhos.
Mas, infelizmente, nem só de santos vive a Terra. Muitos seres interiormente desequilibrados emitem, através do seu olhar, toda a energia desgovernada que habita em seu interior e saem por aí matando plantas, murchando bolos, causando quebranto em crianças pequenas, quebrando objetos, enguiçando máquinas, e provocando até doenças e muito mal estar em suas vítimas.

Muitos consideram o fenômeno do Olho Gordo como pura superstição, mas o tema já era tratado por Lao-Tse, criador do Taoísmo, que viveu há mais de 350 anos antes de Cristo e por Confúcio que viveu 600 anos antes de Cristo, ambos na China.
O Olho Gordo nada mais é do que a canalização, através dos olhos, de uma energia interna gerada pelo desejo de possuir o que é dos outros e pela inveja, que não deixa de ser um roubo de energia.

Os possuidores de Olho Gordo são pessoas em pemanente estado de descontentamento e que têm complexo de inferioridade (mesmo que camuflado), uma vez que não se julgam capazes de conseguir por si mesmos o objeto de sua cobiça. Seguem a vida lamentando-se de sua má sorte, mas nada fazem pra construir uma vida mais feliz. Poderíamos considerá-los vampiros de energia e estão ligados aos baixos desejos, à mesquinhez, ao egocentrismo e a uma série de assuntos internos mal resolvidos. Gostam de estar sempre por perto e sabedores dos acontecimentos, são solícitos e companheiros, utilizando-se do recurso da aproximação.