segunda-feira, 28 de maio de 2012

SONHO DE PEGAR O TOURO À UNHA



Sonho de pegar o touro à unha

"Ai, se eu te pego" pelo rabo...
elevo teu assoalho e falo,
pelos cotovelos,
dos raros ares de montanha verde.

"Ai, se eu te pego" pelas barbas...
faço de teu hálito hábito,
para refrescar
a imagem feia e esfumaçada.

"Ai, se eu te pego" pelas ventas...
enquanto tentas e não consegues
ser meu
único encantador de serpentes.

"Ai, se eu te pego" e esfrego
todas as verdades frias,
das quentes
horas de puro despudor.

Juleni Andrade